Há um problema grave no WhatsApp. Atualize já a aplicação!

A plataforma de comunicações instantâneas, parte integrante do grupo Facebook, apresenta uma grave falha de segurança. De acordo com a própria empresa, a vulnerabilidade deixou os utilizadores de smartphones iOS e Android suscetíveis a um ataque e instalação de spyware através da aplicação WhatsApp.

Entretanto, a rede social deu a saber na segunda-feira (13) que a lacuna já foi corrigida.

WhatsApp iOS aplicação spyware smartphones Facebook

Em primeiro lugar, a ameaça. Com efeito, existia uma lacuna que permitia a instalação remota de software espião (spyware) nos smartphones visados. A ameaça podia afetar smartphones iOS, bem como Android e até mesmo a versão empresarial desta aplicação em ambas as plataformas. A lacuna foi documentada.

O Facebook descobriu a lacuna na aplicação WhatsApp

Foi a equipa de segurança do Facebook, casa-mãe do WhatsApp, que descobriu a falha de segurança na aplicação móvel. Aliás, a descoberta foi feita no início deste mês de maio e resolvida na última segunda-feira (13) pela equipa de engenheiros do grupo Facebook, tendo a empresa já confirmado o ocorrido.

Em causa estava uma exploração que podia instalar um pacote de software espião de alto nível. Ameaça e tipologia que é normalmente empregue por Estados e nações, não sendo a típica falha de segurança. Com efeito, estávamos perante um “kit” de perfil elevado, utilizado para operações de vigilância em massa.

 

WhatsApp iOS aplicação spyware smartphones Facebook

Ambas as plataformas – Android e iOS – estavam sujeitas a este grave flagelo. De acordo com a empresa, para explorar a lacuna bastava efetuar uma chamada via WhatsApp para o número visado. Em seguida, mesmo que o utilizador não atendesse, o perpetrador podia explorar um bug que permitia a instalação do spyware.

Uma das maiores falhas de segurança no WhatsApp

Ainda de acordo com o Facebook, o tipo de software espião empregue pertence ao NSO Group, uma entidade sediada em Israel. Mais ainda, o nome exato da ameaça é o já bem documentado Pegasus. Empregue de forma amiúde por agências governamentais que visam ganhar acesso amplo aos dispositivos sob investigação.

Assim sendo, estamos com uma lacuna de segurança extremamente perigosa, sendo transversal a ambas as plataformas Android e iOS. Isto é, ambas as versões da aplicação estavam igualmente vulneráveis e à mercê da vontade alheia. Infelizmente é impossível precisar se, ou quantas, pessoas foram afetadas pela falha.

 

WhatsApp iOS aplicação spyware smartphones Facebook

 

De igual modo, os contornos exatos do exploit não são precisos, nem o WhatsApp revelou que tipo de dados, ou utilizadores, possam ter sido expostos. Para já, sabemos apenas que a falha foi corrigida, sendo as suas consequências pura especulação.

Atualize já a sua aplicação do WhatsApp para Android e iOS

O WhatsApp encoraja os utilizadores a atualizar para a mais recente versão da nossa aplicação, além de manterem o seu sistema operativo móvel atualizado, com o intuito de manter o sistema protegido contra potenciais “exploits”  criados para aceder à informação nos dispositivos móveis.

Este é o conselho dado pela plataforma pertencente ao grupo Facebook. Portanto, se utiliza o WhatsApp no seu dispositivo Android ou iOS, atualize de imediato a aplicação. Note-se que a nova versão já está a ser distribuída através da Play Store e App Store, respetivamente.

A lacuna de segurança está suprimida na mais recente versão 2.19.124 da aplicação, disponível para ambas as plataformas:

Homepage: WhatsApp Inc.
Preço: Gratuito

Fonte: pplware

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.