Venda de Macs abranda, mas outras marcas de PCs perdem mais

O mercado dos PCs está em queda há vários anos e caminha para um fim que muitos já vaticinaram. A chegada ao mercado de soluções mistas e que eliminam a sua necessidade tem sido a maior causa destas quebras. Se alguns modelos recentes chegaram ao mercado e conseguiram revitaliza-lo um pouco, a verdade é que isto durou pouco tempo. Até Macs estão a começar a abrandar as suas vendas, mas há marca com perdas ainda maiores.

PCs

Continuar a ler

Anúncios

macOS: Todos os wallpapers padrão em qualidade 5K

Confesso que gosto de ter um bom Wallpaper e isto vem já do tempo em que usava o Windows 95. Depois a Microsoft incutiu, e bem, que o ambiente de trabalho poderia ser uma janela para o que nos passe na imaginação e o que não faltam são imagens fantásticas deste e de qualquer outro mundo. Depois, quando passei para o mundo da maçã, notei que a Apple não dava (e continua a não dar) a mesma importância a este tipo de artwork. É mais escassa em quantidade e mecanicamente menos ágil.

Hoje trago um pequena surpresa a quem gosta deste tipo de conteúdos.

Continuar a ler

Siri é a assistente virtual mais usada, mas está em forte queda

A chegada das assistentes virtuais aos sistemas operativos veio facilitar a vida dos utilizadores e permitir a delegação de algumas tarefas do dia-a-dia. Se a maioria abraçou de imediato esta novidade, a verdade é que com o tempo deixaram de a usar. Das várias assistentes virtuais presentes no mercado, a Siri é a mais usada. Mas mesmo esta está em forte queda com o abandono dos utilizadores.

Siri

Continuar a ler

macOS: Como esconder os ícones do ambiente de trabalho?

Como sabem foi em janeiro que mudei de Windows para macOS e a verdade é que não poderia estar mais satisfeito (a máquina também ajuda). No entanto o sistema da Apple não é perfeito e em muitas funcionalidades nem se pode sequer comparar ao Windows. Recentemente queria esconder, de forma simples, os ícones presentes no ambiente de trabalho… mas o macOS não disponibiliza nenhuma funcionalidade com interface gráfica para o efeito.

Hoje ensinamos como podemos contornar esta “falha”.

Continuar a ler

Splashy Dots

Imaginem-se numa galeria de arte a visualizar uns quadros abstractos carregados de cor nas paredes, com uma banda de jazz a tocar música bem relaxante no fundo. Mas quando olhamos com mais atenção, estamos dentro do jogo Splashy Dots da Crimson Pine Games, a pintar os quadros e ao mesmo tempo a resolver puzzles.

Continuar a ler