Novo malware do macOS recorre a velhas técnicas do Windows

macOSNão é normal existirem problemas de segurança no macOS, mas a sua cada vez maior popularidade leva a que tenha começado a ser olhado de uma forma mais apelativa por quem procura falhas nos sistemas operativos. Como não está tão vulnerável como muitos esperavam, os atacantes do macOS procuram agora usar técnicas que funcionaram bem no Windows há alguns anos. As novas formas que estão a ser exploradas para infetar e espalhar malware no macOS são já bem conhecidas no Windows e têm tido um sucesso elevado, graças à desatenção e ao facilitismo dos utilizadores.

As descobertas recentes provam isso e dois novos malwares estão a circular, procurando explorar falhas que são externas ao macOS, mas que acabam por comprometer este sistema operativo.

O velho truque das macros do Word no macOS

A primeira forma de infeção foi descoberta pela empresa Objective-See e explora uma falha conhecida no Windows, as macros do Word. Vários ficheiros com código escondido andam a circular e a infetar utilizadores do macOS.

macOS

Mas, e tal como no Windows, esta forma de infeção tem falhas. Ao ser aberto um ficheiro com este código é mostrado um alerta ao utilizador, que tem de autorizar as macros a serem executadas.

O problema acontece apenas quando estas são autorizadas, levando a que seja instalado outro software malicioso ou que sejam roubados dados dos utilizadores.

“Instale este software para melhorar o seu macOS”

A segunda forma de ataque conhecida foi revelada por investigadores da empresa Iran Threats e é um pouco mais avançada. Utiliza aplicações aparentemente normais como vector de ataque e leva a que os utilizadores instalem outras aplicações, na esperança de tornar o macOS melhor.

macOS

Também este ataque é bem conhecido do Windows e foi usado durante muitos anos. Estas aplicações levam depois ao roubo de dados dos utilizadores e ao seu envio para os atacantes.

Todos estes ataques e formas de infeção não são uma novidade. Foram usados durante muitos anos no Windows e ainda nos dias de hoje conseguem enganar os utilizadores. A sua passagem para o macOS mostra que há um interesse renovado nesta plataforma, que cada vez conta com mais utilizadores.

Fonte: pplware
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s