5 funcionalidades do macOS Sierra que o utilizador desconhece

5 funcionalidades do macOS Sierra que o utilizador desconheceSe actualizou o seu Mac para o macOS Sierra, então provavelmente já conhecerá algumas das novidades que este sistema operativo trouxe. Provavelmente já sabe que pode usar a Siri para o ajudar nas tarefas, que até pode usar o mesmo comando do iOS para a chamar, sabe que pode usar o Apple Watch para desbloquear o Mac e até automatizar determinadas tarefas de manutenção. Estamos certos que não saberá certamente de algumas funcionalidades que estão… mais escondidas.

São essas que hoje vamos mostrar.

Conhece o macOS Sierra bem?

Será que já teve tempo para explorar bem o macOS Sierra? Bom, depois de receber as muitas novidades provavelmente não deu conta ainda de outras boas funcionalidades que este sistema operativo tem disponíveis. Mas é isso que agora lhe vamos dar a conhecer.

 

1. Novas ferramentas de Edição de Imagem

A aplicação Fotografias foi actualizada e traz muitas novidades. Uma das que provavelmente ainda não deu conta são as novas funcionalidades de edição de imagens: Luminosidade e Marcação

Luminosidade:

pplware_sierra_dicas01

Ao editar uma foto, o novo controlo deslizante Luminosidade pode ser encontrado na secção Luz no menu Ajustar. A Apple afirma que “ilumina as zonas escuras e puxa os destaques para revelar detalhes ocultos e fazer com que a sua foto fique mais rica e vibrante ao olhar.” Testamos e gostamos de ver que realmente traz vantagens na qualidade das sombras, no brilho e no ajuste fino do contraste.

Marcação:

pplware_sierra_dicas02

Se clicar num foto e chamar o menu de edição, verá na coluna do lado direito da foto a opção Extensões. Clique nesse menu e abra a opção Markup. Essa ferramenta permite agora adicionar texto, fazer destaques, colocar setas, linhas e outros elementos disponíveis. As anotações numa foto podem ser de grande valia. A Apple adicionou este pormenor que antes não existia.

 

2. Separadores nas aplicações

Os separadores não são apenas para serem usados nos navegadores. Com o macOS Sierra, o utilizador pode usar os separadores no Safari, claro, mas pode usar em muitos mais sítios, como nas aplicações, no Finder e mesmo no Ambiente de trabalho.

Vejamos então como fazer nas Aplicações:

Abra o Mapas, por exemplo, mas pode ser igualmente o Finder. Agora pressione Command-T para abrir um novo separador.

pplware_sierra_dicas04

Outras aplicações, como o Mail ou o Editor de Texto permitem que use separadores, mas não suportam o atalho de teclado Command-T. Para essas aplicações, o separador será aberto quando utilizar o menu depois opção Visualização > Mostrar barra de separadores, vai a Ficheiro > Nova janela e por fim vai a Janela > Agrupar todas as janelas. Isto funciona para várias aplicações, o Editor de Texto, por exemplo, pode ter separadores usando esta forma. Mas há mais aplicações, é uma questão de verificar se têm os menus referidos.

Mas pode optimizar estes passos todos. Se for a Preferências do Sistema> Dock e em Preferir separadores ao abrir documentos poderá colocar na opção Sempre . Veja que agora, no Mail por exemplo, se for a Ficheiro > Nova janela o que irá abrir é um separador novo na aplicação Mail.

Aceder à Split View

  1. Mantenha premido o botão de ecrã completo   no canto superior esquerdo de uma janela.
  2. À medida que prime o botão, a janela reduz e pode arrastá-la para o lado esquerdo ou direito do ecrã.
  3. Solte o botão e, em seguida, clique noutra janela para ter ambas as janelas lado a lado.

 

pplware_sierra_dicas03

Se já tiver uma janela na vista de ecrã completo, pode, ainda assim, vê-la lado a lado com outra janela. Abra o Mission Control e, em seguida, arraste uma janela para a miniatura da app de ecrã completo na parte superior do ecrã.

Utilizar o Mission Control no Mac

O Mission Control disponibiliza uma visualização global de todas as janelas abertas, dos espaços da secretária, das apps em ecrã completo e dos espaços em Split View, o que permite alternar facilmente entre eles.

 

Abrir o Mission Control

Utilize um destes métodos para abrir o Mission Control:

  • Passe três ou quatro dedos para cima no trackpad Multi-Touch ou no Magic Trackpad.
  • Toque duas vezes na superfície do Magic Mouse com dois dedos.
  • Clique em Mission Control   na Dock ou no Launchpad.
  • Prima a tecla do Mission Control   no teclado Apple ou prima Controlo+Seta para cima.
  • No OS X El Capitan, arraste uma janela para a parte superior do ecrã.

O Mission Control apresenta a barra do Spaces na parte superior do ecrã e, abaixo, todas as janelas que se encontram abertas na secretária. A barra do Spaces inclui estes espaços, que pode visualizar ao mover o ponteiro para a parte superior do ecrã do Mission Control:

  • A sua secretária actual e todas as secretárias que tiver adicionado
  • Todas as janelas em ecrã completo
  • Todas as janelas em Split View

 

Adicionar um espaço

  • Adicionar um espaço da secretária: clique no ícone Adicionar espaço   à direita da barra do Spaces ou arraste uma janela para esse ícone.
  • Adicionar um espaço em ecrã completo: se uma app for compatível com a visualização em ecrã completo, pode criar um espaço em ecrã completo para essa app ao arrastar a respectiva janela para uma área vazia da barra do Spaces. O novo espaço apresenta o nome dessa app. Clique no espaço para ver a app em ecrã completo.

Mover uma janela para um espaço

  • Mover uma janela para um espaço da secretária: arraste a janela para esse espaço na barra do Spaces.
  • Mover uma janela para um espaço em ecrã completo (Split View): se uma app for compatível com a funcionalidade Split View, pode arrastar a respectiva janela para um espaço em ecrã completo na barra do Spaces. O espaço combinado apresenta os nomes de ambas as apps. Clique no espaço para ver ambas as apps em Split View.

Se as janelas estiverem agrupadas por aplicação, surge um ícone de app na parte inferior de cada grupo de janelas de aplicações. Arraste o ícone para mover todas as janelas da app em simultâneo. Para activar esta funcionalidade no OS X El Capitan, seleccione o menu Apple > Preferências do sistema, clique em Mission Control e, em seguida, seleccione “Agrupar janelas por aplicação”.

 

Alternar entre espaços

Utilize um destes métodos para alternar entre o espaço actual e outro espaço:

  • Passe três ou quatro dedos para a esquerda ou para a direita no trackpad Multi-Touch.
  • Passe dois dedos para a esquerda ou para a direita no Magic Mouse.
  • Prima Controlo+Seta para a direita ou Controlo+Seta para a esquerda no teclado.
  • Abra o Mission Control e clique no espaço pretendido na barra do Spaces.

 

Mover ou remover um espaço

  • Para mover um espaço, arraste-o para a esquerda ou para a direita na barra do Spaces.
  • Para remover um espaço, mantenha premida a tecla Opção e, em seguida, clique em x no interior de um círculo ou em setas duplas no interior de um círculo junto ao espaço na barra do Spaces. Todas as janelas nesse espaço são movidas para outro espaço aberto.

As apps que precisam de mais espaço no ecrã para entrar em Split View poderão apresentar uma mensagem a indicar que não se encontram disponíveis em ecrã completo. Pode utilizar uma resolução mais elevada no dispositivo para dar mais espaço no ecrã às apps. As apps que não suportam Split View apresentam um botão de ampliação   em vez de um botão de ecrã completo  .

Se ao manter premido o botão de ecrã completo não entrar em Split View, aceda ao menu Apple > Preferências do sistema, clique em Mission Control e certifique-se de que a opção “Ecrãs têm Spaces diferentes” está seleccionada.

 

3. Duas novas opções de Teclado

Provavelmente no seu Mac consegue escrever mais rápido que escreve num teclado de um iPhone ou iPad. Contudo, a Apple decidiu integrar no macOS Sierra duas novas opções para facilitar a escrita no seu sistema operativo. Para trazer a experiência de uma escrita no iOS, poderá agora ter a Letra inicial maiúscula automaticamente e Adicionar ponto final com dois espaços.

pplware_sierra_dicas05

Assim vá a Preferências do Sistema > Teclado > Texto, aqui dentro active, na barra da direita, as duas novas funcionalidades. Não serão duas pérolas, mas vai ver que darão muito jeito.

 

4. Assistente RAID está de volta

A Apple removeu o suporte ao utilitário RAID no OS X El Capitan, mas esta ferramenta está de volta no macOS Sierra. Para ter acesso a esta ferramenta basta chamar a pesquisa Spotlight e escrever Raide. Aparecerá logo o utilitário de Raid.

pplware_sierra_dicas07

Irá poder contar com um assistente de Raid e poderá criar um RAID 0 e RAID 1, caso o seu Mac tinha vários discos rígidos.

Como utilizar o Utilitário Raid

Disk Utility para Mac: Visão geral da criação de conjuntos de discos utilizando o Utilitário de Discos

Um RAID (“Redundant Array of Independent Disks”, ou seja, “conjunto redundante de discos independentes”) permite-lhe combinar vários discos, de modo a funcionarem como um único disco. Em função do modo como combina os discos, o conjunto RAID pode proteger os seus dados contra qualquer falha de hardware, aumentar a velocidade de acesso aos seus dados ou aumentar a sua capacidade de armazenamento. É possível utilizar o Utilitário de Discos para criar vários tipos diferentes de conjuntos de discos com os seus discos internos e externos.

 

Conjunto RAID segmentado (RAID 0)

Pode combinar vários discos rígidos em um conjunto RAID segmentado para obter um acesso mais rápido ao disco. Por exemplo, num conjunto RAID segmentado composto por três discos, os dados são distribuídos entre todos os discos e os três discos efectuam a leitura e escrita desses dados em simultâneo, fornecendo-lhe um acesso mais rápido. Os conjuntos RAID segmentados são especialmente úteis para aceder rapidamente a ficheiros grandes como vídeos digitais ou ficheiros de base de dados. Um conjunto RAID segmentado funciona melhor se os discos tiverem aproximadamente o mesmo tamanho e estiverem ligados ao computador através de ligações rápidas.

Se os discos tiverem dimensões diferentes, um conjunto RAID segmentado trata todos os discos como se tivessem apenas a dimensão do mais pequeno. Se tem discos de tamanhos diferentes, pode querer utilizar um conjunto de discos concatenados, que não lhe dá a vantagem de um conjunto RAID segmentado em termos de velocidade, mas permite-lhe utilizar toda a capacidade de todos os seus discos.

Se os discos estiverem ligados ao computador com ligações lentas, como ligações USB, pode não obter um acesso rápido ao disco com um conjunto RAID segmentado. Para melhores resultados utilize discos internos ou discos com ligações rápidas.

 

Conjunto RAID replicado (RAID 1)

Um conjunto RAID replicado pode ajudar a proteger os seus dados contra uma avaria do disco. Cada disco no conjunto armazena os mesmos dados, semelhante a ter vários discos de cópia de segurança. Os dados são escritos em dois ou mais discos em simultâneo, por isso, se um disco falhar ou for desligado, o Mac ainda consegue aceder aos dados a partir dos outros discos. Se voltar a ligar um disco que foi temporariamente desligado, o conjunto RAID pode reconstruir o disco que voltou a ser ligado para que contenha os mesmos dados que os outros discos.

Pode também adicionar discos sobresselentes a um conjunto RAID replicado. Não é utilizado um disco sobresselente a menos que um disco falhe ou seja desligado. Quando um disco falha ou é desligado, o conjunto RAID muda para utilizar um sobresselente e reconstrói-o para que contenha os dados mais recentes. Se voltar a ligar um disco depois de o conjunto RAID o ter substituído por um sobresselente, o disco que voltou a ligar é tratado como um sobresselente.

Mesmo com um conjunto RAID replicado, é necessário efectuar cópias de segurança dos dados regularmente. A replicação protege-o de algumas falhas de hardware, mas não de erros de utilizadores ou de danos no software. Se apagar um ficheiro, este também é apagado da réplica. Se o software danificar um ficheiro, este também está danificado nos discos replicados.

 

Conjunto de discos concatenados (JBOD)

Um conjunto de discos concatenados, também designado de “apenas um grupo de discos” (JBOD), combina vários discos pequenos num único disco grande.

Um conjunto de discos concatenados é útil se tiver um ficheiro como, por exemplo, uma base de dados maior do que qualquer um dos seus discos. Pode utilizar o Utilitário de Discos para adicionar mais discos a um conjunto de discos concatenados para aumentar o seu tamanho.

Também pode utilizar um conjunto de discos concatenados para criar um conjunto RAID segmentado ou replicado com discos de tamanhos diferentes. Uma vez que os conjuntos RAID segmentados ou replicados armazenam os dados mais eficazmente utilizando discos que são praticamente do mesmo tamanho, poderá concatenar dois discos mais pequenos que correspondam ao tamanho de outro disco maior e depois combinar o conjunto concatenado e o disco maior num conjunto RAID replicado. (Se todos os discos do conjunto tiverem aproximadamente o mesmo tamanho, considere a hipótese de utilizar um conjunto RAID segmentado, que permite um acesso mais rápido aos seus dados.)

Os conjuntos de discos RAID não podem utilizar algumas funcionalidades de gestão de discos, como a cifragem de discos com FileVault.

Nota: Se tiver um Mac Pro com uma placa Mac Pro RAID, utilize o Utilitário RAID. Este utilitário utiliza a placa RAID para obter um desempenho melhor e para criar mais tipos de conjuntos RAID.

 

5. Letras das músicas no iTunes

Vai dar show na sua próxima festa de amigos lá em casa. O iTunes agora permite visualizar a letra de uma música que está a ouvir (ou cantar alto e mal). Para ver a letra da música que está a ser reproduzida no iTunes, clique no botão logo acima onde está o tempo de reprodução e o nome da música. É um ícone com três traços na horizontal.

pplware_sierra_dicas08

Depois abrirá um menu com a opção Letra. Se a música que estiver a reproduzir não tiver a letra (que muitas vezes aparece em automático, clique em cima da música, no menu escolha Informações, Letra e clique no pisco Letra personalizada. Saque-a da Internet e cole lá. A partir de agora as suas músicas têm a Letra para as poder cantar.

Claro, ainda não é uma funcionalidade como as das apps dedicadas ao karaoke, mas pelo menos já não faz figuras tristes por não saber a letra.

 

Em resumo…

Deixamos algumas das muitas funcionalidades que existem no novo macOS Sierra. Provavelmente conhecerá ainda mais e deixamos espaço aberto para que as possam partilhar.

Fonte: pplware

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s