Lucros da Apple voltam a cair, mas ganhos superam expectativas

appleA Apple tem estado a atravessar uma fase menos positiva da sua história. Apesar de ter no mercado equipamentos que atraem os consumidores, as suas vendas estagnaram e a empresa não está a conseguir recuperar. Os números referentes ao segundo trimestre de 2016 mostram que mesmo com os lucros a cair, a empresa americana acabou por ter ganhos que superaram as expectativas dos analistas. No segundo trimestre deste ano a Apple viu os seus lucros voltarem a cair, depois de ter passado por uma situação idêntica no trimestre passado.

Neste período a quebra, face a o ano anterior, foi de 27%. Em 2016, os lucros reportados são de 7,8 mil milhões e em 2015 tinham sido de 10,60 mil milhões de dólares.

Em relação à receita, esta também diminuiu. Neste trimestre foram apresentados valores de 42,36 mil milhões, que contrastam com os 49,60 mil milhões de há um ano atrás.

A razão para esta diminuição está na redução nas vendas, se bem que os serviços da Apple apresentaram valores mais elevados, o que impediu que a quebra fosse ainda maior.

Vendas do iPhone, iPad e Macs

apple_iphone

A área dos dispositivos da Apple teve uma quebra, mas mesmo assim os valores de vendas são elevados e mostram bem a força da marca. O novo iPhone SE conseguiu manter os números, atenuando as quebras.

Ao todo a gigante americana  reportou ter vendido 40,40 milhões de iPhones, um número mais baixo que os 47,53 milhões anunciados há um ano. As vendas do iPad foram de 9,95 milhões de unidades, quebrando face aos 10,93 milhões vendidos no mesmo período de 2015. As vendas dos Mac também caíram dos 4,80 milhões de 2015 para 4,25 de 2016.

O iPhone continua a ser uma das maiores fontes de receita da Apple, com 24,05 mil milhões de dólares, mas abaixo dos 31,37 mil milhões de 2015. Tal como o iPhone também os restantes equipamentos tiveram uma diminuição nas receitas.

Os serviços da Apple e os seus resultados

Foi na vertente de serviços que a gigante tecnológica mais conseguiu crescer. Esta área de negócio, que engloba a App Store, os seus serviços online, o AppleCare, o Apple Pay e vários outros serviço, conseguiu arrecadar receitas de 5,98 mil milhões de dólares, um crescimento de 19% face ao primeiro trimestre de 2015, onde teve receitas de 5,03 mil milhões de dólares.

apple_pay

Os “outros produtos” da Apple

A categoria de “outros produtos”, onde estão albergados a Apple TV, o Apple Watch, o iPod e todos os outros acessórios acompanhou a quebra de receitas e conseguiu neste trimestre 2,22 mil milhões de dólares. No primeiro trimestre de 2016 tinham sido reportados 2,64 mil milhões de dólares.

As expectativas da Apple para o próximo trimestre são positivas. A empresa espera ter receitas entre os 45,5 e os 47,5 mil milhões, demonstrando confiança que o mercado vai voltar a aderir aos seus produtos e que isso significará um crescimento.

Com uma procura abaixo do normal aos iPhone 6S e 6S Plus, a empresa americana não tem conseguido manter o crescimento que vinha a conseguir há já vários anos. Provavelmente com a chegada dos novos iPhones, em Setembro, o mercado volta a dar à Apple as margens de crescimento que a empresa espera.

Apresentação de resultados 2º Trimestre 2016 – Apple

Fonte: pplware

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s