Pela primeira vez em anos os lucros da Apple caíram

apple_1Durante anos a fios a Apple anunciou os seus resultados de forma efusiva, mas este trimestre o impensável aconteceu. Os lucros da empresa caíram. Era uma situação que estava a ser prevista, quer pelos analistas, quer pela própria Apple, mas o que não se esperava era que fosse para valores tão baixos. A Apple apresentou ao final do dia de hoje os seus resultados de vendas referentes ao segundo trimestre fiscal de 2016. Os números apresentados são, na sua globalidade, baixos e mostram que a empresa está a vender menos e consequentemente a ter menos lucros.

Depois de anos a fio com vendas e lucros elevados, a Apple apresentou pela primeira vez uma quebra geral, o que segundo alguns analistas não acontecia há 13 anos.

A Apple apresentou, para este período, receitas de 50,6 mil milhões de dólares, uma quebra de 13% face aos 58 mil milhões de 2015.

iphone_1

Vendas do iPhone

O activo que mais dólares tem trazido à Apple, o iPhone, foi dos que apresentou a maior flutuação de vendas. Ao todo, neste trimestre foram vendidos 51,2 milhões de iPhones, o que representa uma quebra de 16% face aos 61 milhões de unidades vendidas no mesmo período de 2015. Esta é a primeira vez que a venda de iPhones apresenta um decréscimo no acumulado ano a ano.

Vendas do iPad

Com novidades lançadas no último ano, o iPad era ainda uma incógnita. Neste trimestre a empresa vendeu 10,3 milhões de tablets, uma quebra de 19% dos 12,6 milhões vendidos no ano passado.

ipad

Vendas de Macs

Também a linha de computadores pessoais a Apple sofreu um revés e teve uma quebra de 12%, com as vendas deste trimestre a atingirem o valor de 4,03 milhões de unidades, um valor que contrasta com os 4,6 milhões vendidos no mesmo trimestre de 2015.

Os serviços que a Apple fornece

A contrastar com a quebra generalizada de vendas dos seus produtos, a aposta da Apple nos serviços parece estar a compensar. Neste trimestre a empresa conseguiu receitas de 6 mil milhões de dólares nos seus serviços, quando no ano passado tinha atingido o valor de 5 mil milhões. Nestes serviços estão englobados a App Store, o iTunes Store, o Apple Pay, o iCloud e os restantes serviços da Apple.

watch

Os “outros produtos”

Também a categoria de outros produtos da Apple conseguiu quebrar o decréscimo generalizado. As vendas da Apple TV, do Apple Watch e vários outros produtos rendeu neste trimestre 2,2 mil milhões de dólares, uma subida de 29% face a 2015.

Os valores apresentados mostram que a Apple teve uma quebra nos lucros, que chegaram aos 10,5 mil milhões de dólares, uma quebra de 23% face aos valores apresentados no segundo trimestre de 2015.

Alguns dos novos produtos lançados ainda não têm expressão de vendas, como o iPhone SE e o iPad Pro de 9,7 polegadas, sendo necessário esperar pelo próximo trimestre para ver como podem ajudar a Apple.

Estes são valores que não eram esperados, mesmo com todas as previsões menos positivas que foram surgindo. Depois de anos e anos de lucros record, a Apple parece não ter conseguido manter o ritmo de crescimento que tantos invejavam.

via Apple

Fonte: pplware

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s